Áreas a desenvolver

Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2008

Metro Sul do Tejo

O metro vai sem dúvida catapultar a nossa cidade para o futuro. É um transporte rápido, pouco poluente e confortável. Para se deslocarem até ao centro da cidade, em vez de utilizarem os seus automóveis as pessoas poderão utilizar o metro. Este meio de transporte será uma alternativa muito mais apetecível do que os transportes barulhentos e poluentes que, presentemente, circulam em Almada. É sem dúvida uma referência urbana que todas as cidades deviam adoptar.
Zona de Alvalade 
Desde o dia 15 de Dezembro que o Metro circula até à Universidade. No eixo central da cidade e em Cacilhas decorrem as obras de construção do último troço da primeira fase.
O trajecto que entrou em funcionamento (entre a Cova da Piedade e a Universidade do Monte da Caparica), é um percurso que atrai novos passageiros, dado que passa por zonas de grande afluência populacional.
A previsão da Câmara é de alargar o trajecto do MST até à Costa da Caparica, e também possibilitar o seu alargamento até ao Lavradio, Barreiro, Fogueteiro e Baía do Seixal. Todo este troço está equacionado no âmbito do Quadro de Referência Estratégica Nacional, como necessidade importante para o desenvolvimento regional e nacional. É esta a opinião tanto da Câmara e do Ministro das Obras Públicas, Mário Lino, garante que o MST se irá expandir de acordo com as necessidades das populações, às quais o Governo irá estar atento. Prevê-se que a totalidade da rede do Metro estará funcional em Novembro deste ano.
 
Obras na cidade
Embora as obras avancem rapidamente, ainda estão em obras três importantes praças (Praça Gil Vicente, Praça MFA e Praça São João Baptista), obras estas que também têm em vista uma requalificação importante destes sítios.
 
Cacilhas
Será em Cacilhas a paragem terminal do MST. Já estão começadas as obras para esta área, que irão implicar mudanças nas carreiras dos TST. No entanto, será construído um terminal provisório junto ao terminal fluvial, de modo a facilitar a interligação entre os dois métodos de transporte.
Linha do Metro ao longo da Avenida 25 de Abril, em Cacilhas
 
Paragens MST
Ramalha, Pragal, Boa Esperança, Fomega, Monte da Caparica, Universidade.
Paragem no Pragal
 
Fonte: Revistas de Almada de Novembro e Dezembro de 2007 e de Janeiro de 2008 (adaptado)
 
Boas pesquisas e bons cliques!
SILIA
Sentimo-nos: Com vontade de andar de metro!
Guião do projecto:
Partilhado por futuralmada às 16:42
link do post | Comenta! | Espreitar (1) | favorito
Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008

Trabalho em campo

Na passada quinta-feira dia 24, aproveitámos a aula de Área de Projecto para visitar cinco dos seis locais que seleccionámos como áreas a desenvolver.
 
Dividimo-nos em dois grupos: um dos grupos foi ao Centro Sul, ao Cristo Rei e ao Seminário São Paulo e o outro foi ao edifício da antiga EDP e ao Ginjal.
 
O objectivo deste passeio foi tirarmos fotos e fazermos alguns filmes nestas zonas para podermos ter contacto directo com elas e podermos colocar a informação no blog.
 
Neste momento, estamos a tratar essa informação e em breve iremos colocá-la aqui.
 
Para visitar estas cinco áreas, deslocámo-nos a pé e, por isso, como a outra área a desenvolver está um pouco mais longe (zona florestal ao pé do Alfeite) teremos de usar um meio de transporte. De momento estamos a ter dificuldades em conciliar os horários dos elementos do grupo para que possamos deslocar-nos a essa zona e fazer a nossa pesquisa de campo. No entanto, iremos aproveitar a interrupção escolar do Carnaval para o fazer.
 
Deixamos aqui algumas fotos (tiradas por nós) dos cinco locais que visitamos: 
 
 
 
 Centro Sul
 
 
 
Zona envolvente do Cristo Rei
 
 
 
Seminário de São Paulo
 
 
 
Edifício da antiga EDP
 
 
 
Ginjal
 
 
 
 
 
 
 
Boas pesquisas e bons cliques!
SILIA
 
Sentimo-nos: Ansiosas!
Guião do projecto:
Partilhado por futuralmada às 20:32
link do post | Comenta! | Espreitar (1) | favorito
Domingo, 27 de Janeiro de 2008

Processo de recolha e tratamento de afluentes em Almada

Almada tem preocupações relacionadas com o saneamento básico e tem investido fortemente nesta área nos últimos anos. Possui um sistema de recolha e tratamento da água fiável e de excelente qualidade.
 
A captação das águas para o abastecimento da população almadense é feita no aquífero do Tejo-Sado. Graças à elevada quantidade de água subterrânea, esta é unicamente submetida a um processo de cloragem (desinfecção), antes de ser armazenada em grandes reservatórios e posteriormente distribuída pelos 772 km de rede que leva a água potável aos consumidores do concelho. Depois, as águas residuais são colectadas através da rede de drenagem e depuradas nas ETAR, antes de serem lançadas no meio receptor. Algumas destas são aproveitadas para lavagens e rega.
 
 
 
 
Tratamento das águas residuais
 
A escassez de recursos naturais, dos quais a água doce é porventura um dos mais importantes, é actualmente uma das maiores preocupações mundiais. O tratamento das águas residuais é assim primordial para manter o delicado equilíbrio dos ecossistemas terrestres e aquáticos.
 
As águas residuais são tratadas em unidades de depuração (ETAR – Estação de Tratamento de Águas Residuais) e o processo de tratamento é escolhido em função do tipo de efluentes colectados (domésticos, industriais, mistos) e do meio receptor (rio, mar, solo, outro).
 
 
 
Em centros urbanos, como Almada, as águas residuais são recolhidas pela rede de drenagem, que as direccionam para os grandes emissários e estes para as ETAR. Aqui, através de um conjunto de processos físicos, químicos e biológicos em cadeia sequencial (nas quais também se inclui a desodorização do ar viciado proveniente dessas etapas de tratamento através de, por exemplo, torres de lavagem química ou torres de carvão activado), as águas são depuradas antes de serem lançadas no meio receptor hídrico, seguindo duas fases de tratamento: fase líquida e fase sólida.
 
 
 
 
Fonte: Ilustração e Fotografia – Nuno Farinha/Fernando Correia. Textos adaptados.
 
Boas pesquisas e bons cliques!
SILIA
Sentimo-nos:
Guião do projecto:
Partilhado por futuralmada às 23:40
link do post | Comenta! | favorito
Sábado, 26 de Janeiro de 2008

Pontos positivos e negativos de Almada

Pontos Positivos:

 

 

ü      Proximidade a Lisboa

ü      Proximidade ao mar

ü      Bom aproveitamento da zona da Boca do Vento

ü      Parque da Paz

ü      Cristo Rei – uma referência

ü     Projecto futuro com grande potencial – Almada Nascente (Cidade da Água) – Lisnave

ü      Plano de organização do estacionamento

ü      Semaforização inteligente

ü      Requalificação de espaços – Praça S. João Baptista (por ex.)

ü      Grande quantidade de pavilhões desportivos

ü      Metro (em construção)

ü      Plano Almada Ciclável (aposta na bicicleta)

ü      Dezassete espaços culturais

ü      Almada Fórum

ü      Divulgação de eventos culturais

ü      Distribuição de revistas, jornais e agendas culturais de Almada

ü      Recolha e tratamento de afluentes em Almada

                       

 

Pontos Negativos:

 

 

x   Passeios ocupados pelos carros (apesar do plano de organização de estacionamento)

x    Contentores de Reciclagem mal distribuídos

x   Zona de entrada da cidade mal aproveitada (Centro Sul)

x    Ginjal (zona abandonada)

x    Seminário de São Paulo – pouca divulgação

x   Zona envolvente do Cristo Rei – muito espaço sem qualquer aproveitamento

x   Falta de conservação de alguns edifícios urbanos – centro da cidade

x    Falta de limpeza das ruas

x    Dejectos de animais espalhados pelos passeios

 

 

 

 

Boas pesquisas e bons cliques!

SILIA

 

 

Sentimo-nos: Num bom caminho!
Guião do projecto:
Partilhado por futuralmada às 23:50
link do post | Comenta! | favorito
Sábado, 19 de Janeiro de 2008

Oviedo - uma cidade exemplar

Olá mentes criativas!

 

Como sugerido pela organização do CCC, fomos em busca de uma cidade que reunisse as qualidades necessárias para ser considerada um exemplo para a nossa e para as outras cidades. E fomos encontrá-la mesmo aqui ao lado: Oviedo, Espanha.

 

Oviedo fica nas Astúrias, uma região do Norte de Espanha. É uma cidade bastante rica, tanto pela sua história, como pela variedade de atractivos turísticos e culturais que oferece. Foi, por isso, eleita pelas SILIA para ser apresentada como cidade-modelo. Uma vez que consideramos que a nossa cidade, Almada, tem um enorme potencial e uma vez que tem vindo a caminhar em direcção ao futuro, sem dúvida que deverá seguir alguns exemplos que Oviedo nos dá.

 

Fiquem com o vídeo!...

 

Origem da informação utilizada: Catálogos turísticos, internet e fontes próprias. Filme produzido pelo grupo. 

 

 

 

 

Comparação: Oviedo - Almada

 

 
 
 
Mobilidade
 
Oviedo – 20 viagens grátis por mês de autocarro para pessoas com incapacidade igual ou superior a 65%.
 
Almada – A TST não tem quaisquer tarifas especiais.
 
Oviedo – Parques de estacionamento subterrâneos para residentes.
 
Almada – Problemas na organização do estacionamento. Ocupação dos passeios pelos carros.
 
 
Imigração
 
Oviedo – Preocupação em facilitar o processo de integração dos imigrantes.
 
Almada – Cada vez com mais imigrantes. Deverá ser feito algo para facilitar a sua integração.
 
 
Ecologia
 
Oviedo – Campanha Oviedo Ecológico estimula a separação do lixo, ao distribuir sacos de reciclagem pelos cidadãos.
 
Almada – Contentores de reciclagem mal distribuídos e afastados das habitações. Contentores mais pequenos em todos os prédios – nada estético, dispendioso (consumo de combustível – carro de recolha) e mais moroso para os trabalhadores que recolhem o lixo todas as noites.
 
 
Espaços verdes
 
Oviedo – Com sete parques e jardins.
 
Almada – Nove parques e jardins, no entanto, em tamanho mais reduzido.
 
 
Grande projecto futuro
 
Oviedo – Palácio dos Congressos.
 
Almada – Almada Nascente – Lisnave.
 
 
 
Sem dúvida alguma, Almada devia adoptar algumas das iniciativas desenvolvidas por Oviedo!

 

Boas pesquisas e bons cliques! ©

 

 SILIA

Sentimo-nos: Curiosas!
Guião do projecto:
Partilhado por futuralmada às 23:58
link do post | Comenta! | Espreitar (1) | favorito
Sábado, 12 de Janeiro de 2008

Comércio, Cultura, Lazer, Mobilidade e Desporto em Almada

A Cidade de Almada nos últimos 5 anos tem vindo a adquirir valências relevantes ligadas ao Comércio, Cultura, Lazer, Mobilidade e Desporto. Essas valências sem dúvida alguma, são exemplos do que se pode fazer nas chamadas “cidades dormitório” contribuindo para alteração desse estatuto, uma vez que ajudam a criar uma atmosfera social própria, que tem como consequência a elevação da qualidade de vida dos munícipes.
 
É nossa intenção falar sobre alguns desses projectos que têm contribuído para que Almada seja já hoje uma cidade referência onde se torna agradável viver!

 

Comércio

 

O exercício do comércio reparte-se pelo chamado comércio tradicional e pelo comércio concentrado em centros comerciais.

 

Em Almada o comércio tradicional tem sido gravemente afectado, como é testemunhado no filme “Opiniões Almadenses” postado no dia 30 de Novembro de 2007, Sexta-feira, devido às obras do Metro Sul do Tejo. Tal facto, deve-se à maior concentração de lojas no centro da cidade, e o actual aspecto desta é o demonstrado no post de dia 22 de Dezembro de 2007, Sábado.

 

Em contraste, o maior centro comercial da cidade, o Almada Fórum, inaugurado no ano de 2002, com uma área de 78.815 m2 e 262 lojas. Inclui 10 Lojas âncora e um Hipermercado, 5.050 Lugares de Estacionamento Coberto Gratuito e 275 Lugares de Estacionamento Exterior Gratuito, distribuídas pelos 3 pisos do Centro e um Parque Comercial Exterior. Este centro é uma forte concorrência ao comércio tradicional. 

    

O facto deste centro comercial ter uma zona de restauração composta por 35 restaurantes, com 1200 lugares sentados e uma área de esplanada exterior, bem como 14 salas de cinema, são motivos mais que suficientes para que a população prefira adquirir os produtos neste centro em detrimento do comércio tradicional.

 

                                                                              Almada Fórum

 

 

Cultura

 

Almada tem dezassete espaços culturais, reconhecidos como tal pela Câmara Municipal. Já falámos de uns, como o Museu da Cidade e o Cristo-Rei, mas também existem outros de igual relevância, como o Teatro Municipal, a Galeria Municipal de Arte, o Fórum Romeu Correia, a Casa da Cerca e o Convento dos Capuchos, a título de exemplo.

 

São dedicados a temas como a história e a Religião, mas também albergam espectáculos e exposições, sendo alguns destes locais pontos de encontro para os habitantes, principalmente para os jovens.

 

No entanto (e infelizmente) tanto estes espaços como qualquer evento que neles ocorra têm muito pouca divulgação, o que revela a pouca valorização destes locais, que são tão interessantes e próximos de nós, pelos que cá vivem.

 

Apesar disto, a cultura não falta na nossa cidade, e assim cabe-nos tirar melhor proveito dos recursos que temos e mostrar ao mundo o que Almada tem para oferecer.

 

                                                                               Casa da Cerca

 

 

Lazer

 

Em relação ao lazer, na cidade de Almada destacam-se as seguintes infra-estruturas:

 

Parque da Paz

 

O parque da paz, localizado na entrada da cidade, é o pulmão de Almada. Uma vasta área verde, de 60 hectares, para apreciar e passear. Na entrada principal surge um enorme lago com uma grande variedade de aves como cisnes, patos, gansos, etc. Possui toda uma zona pedestre para praticar exercício (correr, bicicleta) ou simplesmente caminhar. Ideal, também, para piqueniques e jogos em família. Sem dúvida alguma um local de bem-estar social, mas infelizmente escasso na maioria das cidades.

 

 

 

Praça São João Baptista

 

É uma zona de encontro entre pessoas das várias classes etárias, um local que acolhe inúmeras exposições e espectáculos (25 de Abril por exemplo) que incluem concertos de bandas conhecidas e uma grande atracção: o fogo de artifício. Tem ainda, alguns restaurantes e cafés como o conhecido McDonalds's, Matterello entre outros.

 

 

Miradouro e Elevador Panorâmico

 

Também conhecido como Miradouro da Boca do Vento, este bonito mirante permite panoramas fabulosos sobre o rio Tejo e a cidade de Lisboa ao fundo, na presença da Ponte 25 de Abril a unir as duas margens é já um dos símbolos de ambas as cidades de Almada e Lisboa. O elevador panorâmico, construído no ano 2000, na parte esquerda do Miradouro, une a parte histórica de Almada, também conhecida por “Almada Velha” aos antigos estaleiros do Olho-de-boi, agora transformados em zona de lazer: o agradável Jardim do Rio.

 

 

 

Mobilidade

 

No centro Almada circulam, diariamente, cerca de 140 mil automóveis de residentes no concelho ou de pessoas que aqui trabalham. A este número acrescentam-se os 35 mil veículos que diariamente atravessam a zona do Centro Sul, em direcção a Lisboa ou ao concelho do Seixal.

Almada possui uma vasta rede de transportes, rodoviários, fluviais, e a recente linha do Metro Sul do Tejo, que se encontra ainda em expansão. 

Em Novembro de 2002, foi concluído o Plano de Mobilidade – Acessibilidades 21, cujo objectivo foi diagnosticar os problemas e apresentar propostas para que seja cada vez mais fácil e seguro circular em Almada,  privilegiando a utilização dos transportes públicos e a circulação a pé ou de bicicleta.

O Plano de Mobilidade tem como principais objectivos:

- melhorar a qualidade de vida

- qualificar o espaço público

- reduzir a emissão de poluentes

- reduzir o ruído

- aumentar a segurança rodoviária

- estimular a utilização de transportes colectivos

- estimular a deslocação não motorizada

- garantir a integração do Metro Sul do Tejo

 

Plano Almada Ciclável

 

Almada está a apostar na bicicleta como um modo de deslocação suave, para viagens quotidianas de curta distância, por este ser um meio de transporte prático, não poluente, seguro, económico, saudável e rápido.

 

Plano Almada Ciclável - Números para Reflectir 

 

6% de aumento anual do volume de tráfego nos últimos cinco anos.

 

30 mil veículos por dia no eixo central de Almada – Centro Sul/ Cacilhas.

 

40 campos de futebol é a área ocupada pelo estacionamento legal de veículos (cerca de 60% dos automobilistas fazem-no de forma ilegal).

 

40% das emissões de gases que contribuem para o efeito de estufa são emitidos pelos transportes automóveis.

 

66% das viagens realizadas de automóvel em Portugal têm menos de 6 km.

 

1km de ciclovia custa 10 vezes menos que 1km de via rodoviária.

 

 

Desporto

 

Em Almada, o desporto, como em qualquer outra cidade, é muito importante, como tal existem vários pavilhões onde se pode praticar as várias modalidades desportivas. Como exemplos temos:

 

·        Sociedade Filarmónica União Artística Piedense

·        Clube Recreativo Piedense

·        Clube Recreativo da Ramalha

·        Clube Recreativo do Feijo

·        Clube Recreativo Pombalense

·        Companhia de Dança de Almada

·        Academia Almadense

·        Ginásio Clube do Sul

·        Complexo Municipal dos Desportos

·     Sociedade Filarmónica Incrível Almadense

·        Clube Náutico dos Oficiais e Cadetes da Armada

·        Clube de Sargentos da Armada

·        Portão Verde Futebol Clube

·        Futebol Clube " Os Pastilhas"

·        Beira Mar Atlético Clube de Almada

·        Almada Atlético Clube

Nestes espaços praticam-se desportos como: futebol, ginástica, artes marciais, modalidades Aeróbicas, desportos aquáticos, dança, musculação. Como se percebe Almada é uma cidade dedicada ao desporto! As inúmeras modalidades que se podem praticar enriquecem os habitantes tornando a cidade muito activa e atractiva.

 

 

 

                                                                  Boas pesquisas e bons cliques!

                                                                                                                SILIA

Sentimo-nos: Aplicadinhas!
Guião do projecto:
Partilhado por futuralmada às 23:49
link do post | Comenta! | favorito
Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008

Inventariação das áreas a desenvolver

Nos últimos anos, tem-se verificado em Almada a construção de infra-estruturas que visam servir a população em geral, contribuindo, significativamente, para a melhoria da qualidade de vida. Tem sido, aliás, reconhecido pela maior parte dos munícipes desta Cidade o esforço desenvolvido nesta matéria por parte da CMA. No entanto, pensamos que esse processo não está esgotado. Existindo ainda locais com potencialidades impares. São alguns desses lugares que identificámos e que pretendemos partilhar com todos. Por agora aqui ficam essas referências. Na fase seguinte, tencionamos propor alternativas de aproveitamento desses locais quer ao nível de construção de espaços de lazer quer ao nível de infra-estruturas operacionais ou de serviços. O objectivo é um só: "Melhorar a qualidade de vida das populações".

 

 

 

 

Antiga EDP

 

 

 

Zona envolvente do Cristo Rei

 

 

Seminário de São Paulo

 

 

Ginjal

 

 

Centro Sul

 

 

Zona junto ao Alfeite

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mapa de Almada

Todas as zonas consideradas, coloridas no mapa

 

 

 

Boas pesquisas e bons cliques!

SILIA

Sentimo-nos: Orientadas!
Guião do projecto:
Partilhado por futuralmada às 19:02
link do post | Comenta! | favorito
Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008

Nós fomos!

Olá de novo, gente criativa! Hoje foi um dia especial! Fomos em conjunto com outros grupos almadenses que se lançaram neste projecto, à Escola Secundária de Bocage, em Setúbal, onde se realizou a sessão de esclarecimento do CCC.

 

 

 

 

Com a ida a esta sessão, pretendíamos não só ficar com uma ideia mais definida daquilo que se espera dos participantes do concurso, mas também ouvir as opiniões e as sugestões dos membros do júri, para que possamos elevar o nosso trabalho a outro nível. Esses objectivos foram atingidos com sucesso, e queremos por isso agradecer aos responsáveis que nos orientaram.
 

 

 

 

 

 

Outro aspecto que considerámos muito positivo foi o facto de termos tido a oportunidade de assistir às apresentações de outros grupos exteriores à nossa turma, e até à nossa escola, o que, para além de nos permitir conhecer melhor outros projectos que estão a ser desenvolvidos, foi uma forma de percebermos o quão este projecto pode ser abrangente e que as dificuldades que surgem aos outros grupos são muitas vezes as mesmas com que nos deparamos, o que desperta, de certa forma, um espírito de colaboração intergrupos.
 

 

 

 

 

 

No geral, o balanço foi muito positivo e uma experiência muito interessante. Gostaríamos de agradecer mais uma vez aos professores e membros do júri do CCC que estiveram presentes e nos guiaram, e também à Escola Secundária de Bocage por nos ter recebido.

 

Até à próxima!

 

Boas pesquisas e bons cliques!

 

SILIA

Sentimo-nos: Muito Motivadas!
Guião do projecto:
Partilhado por futuralmada às 22:12
link do post | Comenta! | favorito

Em tempo real!



A nossa escola


Ver mapa maior

SILIA


SILIA

Adiciona-nos!

. 9 seguidores

Guião do projecto

1 - análise da cidade(13)

2 - projectos futuros(4)

3 - munícipes almadenses(5)

4 - cidades exemplares(1)

5 - áreas de aposta(7)

6 - propostas(15)

7 - iniciativas(5)

8 - comunicados(11)

9 - desafios(1)

todas as tags

Ideias fresquinhas

Produtos Finas!

Colóquio «Cidadania, Dese...

Metro Sul do Tejo – servi...

Filme final!

Propostas - energia eólic...

Propostas – Distribuição ...

Propostas - Almada deverá...

Propostas - Combate à suj...

Propostas - Divulgação do...

Propostas - Falta de cons...

Arquivos

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Porque Intervenção Urbana é...

Interferir no que diz respeito à cidade de maneira civilizada,
valorizando os recursos existentes para os tornar em espaços de lazer ou postos de trabalho;
melhorar a qualidade de vida da população.

links

Nº de visitas:

Rugby tickets

Pesquisar

Tradutor